arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

subscrever feeds

Aviso:qualquer semelhança entre pessoas e/ou relalidades olhanenses pode ser coincidência ou não...

Domingo, 15 de Março de 2009

ZÉ CARLOS DE OLHÃO, TENS PAPEL HIGIÉNICO?

Mano João

Desculpa lá… mas eu, qualquer dia, estou mais endividado contigo que o BPN com a Caixa Geral de Depósitos.
Obviamente que espero que tu compreendas os afazeres de uma pessoa como eu e quero dizer-te que, andando aliás mais ocupadíssimo do que ocupado e até para além do que eventualmente poderia ser eventual,  sinto falta destas nossas “conversas”.
Além disso acho que tu tens uma certa piada (obviamente, não tanta como eu, hás-de concordar…) e até parece que o Zé Carlos de Olhão e Mano João, se conhecem, aliás de há longa data…
Não sei porquê, pois julgo que não te conheço, mas gosto do teu jeito e também me deixas os alqueires rasinhos.
Qualquer dia temos que marcar um desencontro, talvez lá para a Avenida. Tu sentas-te num banco e eu sento-me noutro e vamos trocando, trocando, até acertarmos e darmos de caras, um com o outro.
Por mim está combinado! Só não te sei dizer quando. Mas olha que eu cumpro… não sou como o outro…, aquele…
Bom, mas hoje é Domingo e sinto-me…magnânimo (toma-te…).  Não sei se reparaste, mas mudei a cor dos comentários. Assim, ficam mais nítidos (toma-te outravez…).
Então hoje ainda guardo as fotocópias das páginas do Diário do Presidente e quero falar do Sr Presidente do papel higiénico…
Mas quero dizer-te por aquilo que vou lendo no diário, este Presidente de Olhão, é um manancial! Ele não só se desdobra, como se tresdobra e até se quadresdobra.
Ele é autarca em Olhão, ele é porta-voz do PS, ele é jornalista, ele é administrador. Eu sei lá a polivalência do homem. É aliás por isso, que quanto a mim há tanto desemprego em Olhão… Uns têm tantos bons empregos, e outros, nem empregos, nem sequer trabalho…
Realmente, o homem, o Presidente de Olhão, é “obra”…
Adiante, que ouvi dizer que parece que isto cá por Olhão, anda mal de papel higiénico!
Uns dizem que falta, outros dizem que chega e até dá para vender (haverá aqui negócio…?)
Inclusivamente, ouvi dizer que os moços e as moças, os alunos, é que são culpados, porque não têm nada que ir tantas vezes à retrete. Até parece que não têm quarto de banho lá em casa…
E parece que foi um desatino para os lados da Câmara, quando uns “pais indignados” foram lá levar uma carta a dizer que iam a fazer uma recolha de papel higiénico, nos mercados de Olhão, para ajudar as escolas, coitadinhas.
Bem, aí o Presidente “azedou” e desata tudo a correr dum lado para o outro para as escolas todas, para ver se havia papel higiénico e a dar ordem par que se não houvesse fossem imediatamente ao Lidl comprar, porque ele tinha 6 milhões de euros para gastar com a boa educação, incluindo portanto a aprendizagem pelos meninos e meninas, das várias maneiras de limpar o “sim senhor” (com a tua licença…), utilizando desde o papel higiénico, até aos guardanapos, ou papel de jornal, ou até mesmo, como no meu tempo, as folhas de figueira. Mas desse modo, ficávamos com o “ás de copas” (desculpa lá), a latejar (sabias dizer esta?)…
Parece que o Presidente de Olhão praguejou, vociferou (ena, pá…), ordenou, proclamou que “aquilo era uma campanha vexatória ”(o nosso Presidente de Olhão tem muita agricultura…) e vai daí meteu-se na casa de banho…
Então, agora e para todo o sempre, o problema do papel higiénico em Olhão, está resolvido e ai do professor ou professora, que peça ajuda aos pais, e ai dos alunos que transportem  papel higiénico, nas suas mochilas.
Quanto aos rolos que alguns “malucos e doidos varridos” foram depositar entre os mercados de Olhão, parece que foi lá o vereador da carrinha (o tal do painel…), para levar para o lixopon…, quer dizer, o ecoponto de Quelfes, mas no caminho lembrou-se que aquilo não é exactamente um ecoponto e levou os rolos para a sua casa dele, pensando que com aquela quantidade de rolos, também ele tinha o problema do papel higiénico resolvido por uns largos tempos…
Mano João,
Isto foi o que me contaram e que eu ouvi dizer. E também me disseram que deu na televisão, nos jornais e na rádio.
Mas eu custa-me a acreditar… Eu acho que isto são aproveitamentos politico-higiénico-partidários, em ano de eleições, não achas…?
E cá vai o abração do
Zé Carlos
sem qualquer censura Zé Carlos às 09:49

link do post | para escreveres o que tens a acrescentar
2 comentários:
De Mano João a 15 de Março de 2009 às 22:36
Móce Zé Carlos
Bons olhos te vejam! Pensava até que tinhas aproveitado a boleia do pm e tivesses ido a CabeVerde recolher mais pistas sobre as diversas actividades do presidente!
O homem agora deu em jornalista e até escreve sobre o que não sabe, vê lá tu. Com tantos estudes, o engenhêro ainda vai dar em vate (toma!), coisa que não me admira, pois os ministros do partido dele costumam falar por metáforas e hipérboles (chiça, que até se me embaralharam as páginas da gramática).
Quanto ao papel higiénico, gostei dessa de ir ao lidl.
Olha eu não percebi muito bem como foi essa campanha, pois cheguei meia hora depois e já não vi nada. Sabes que até fiquei com a ideia que as pessoas que foram ao mercado também não perceberam lá grande coisa, só quando viram na televisão. E olha que eram muitos os emplastros que por lá andavam!
Mas outra coisa vi eu e foi verdade: aí por volta das três da tarde andavam uns garotos ciganos com uns sacos plásticos com rolos de papel na Almirante Reis. Até o meu compadre Márinho lhes perguntou donde vinha tanto papel e eles disseram que tinham trazido da praça!
Móce Zé Carlos, não achas que se a recolha tivesse sido assim tão grande, ficaria bem aos ditos pais pegar neles e levá-los para as escolas, quanto mais não fosse para acrescentar aos que a câmara já tinha fornecido? Na minha opinião, a ideia foi louvável, mas a organização não foi lá grande coisa. Foi um show-off (toma lá em estrangeiro!) sem aproveitamento real. Quero dizer que não teve força suficiente para gerar indignação geral. Tudo ficou igual entre a população, para quem este problema do papel higiénico era um problema de caca. Deixa lá ver se as próximas eleições não trazem dor de barriga a alguém!

Haja saúde
Mano João

De SO! a 17 de Março de 2009 às 21:20

 

Somos Olhão! apresentou queixa à Comissão Europeia, no passado dia 12, por inobservância da aplicação de legislação em matéria de ambiente à Ria Formosa e vai lançar uma Petição ao Parlamento Europeu com subscrição pública e aberta aos cidadãos europeus.
Para:
- ler a Queixa, veja aqui
- colaborar na Petição, contacte por este email: somosolhao@gmail.com

Comentar post