arquivos

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

subscrever feeds

Aviso:qualquer semelhança entre pessoas e/ou relalidades olhanenses pode ser coincidência ou não...

Sábado, 24 de Janeiro de 2009

Zé Carlos e “finis coronat opus”?

Mosse Mano João,

Tu não me digas mais nada, que me ias arrasando! Dei um pularum na cadeira e fiquei assim, nem meio nem metade. Fiquei todo, todo  desaustinado…

Ainda hoje m’arrepio só de me lembrar e ainda estou assim um bocado “desencabrestado” e não estou bem em mim mesmo…
Então tu fazes-me uma destas?
Eu fiz-te algum mal?
Disse mal de ti, aí pela avenida ou pelos cafés de Olhão?
Agredi-te oral ou vocalmente?
Aumentei-te os impostos?
Eu penso aliás que tenho demonstrado sempre, desconsideração por ti
E então tu chamas-me assim, sem mais nem menos, finis coronat opus?
Eu fiquei…, nem te sei desplicar. Mosse Mano João, eu não sou desses, pá!
A sério, fiquei desfurioso…
Mas depois pensei de mim para comigo mesmo:
“Não pode ser, o Mano João não me chamava uma coisa destas”
Atão fui ao dicionário. Trê dicionários li eu. Aquilo parecia a lista tefónica.
Até que lá encontrei a introdução (que aqui fica, para quem na sabia, como eu...), ”o fim coroa a obra” ou como dizem os manes ingleses, “tudo está bem, quando acaba bem”.
Aí pensei: “ O Mane João tá a falar do Sr Engenheiro cá de Olhão e da sua obra… só pode…”
E então fez-se-me uma luz na minha cabeça, mais grande que as iluminações do Natal, todas juntas numa rua só e com o fogo-de-artifício da passagem de ano, de Olhão, por cima…
Até fiquei com aquela coisinha assim à volta da cabeça. Como da outra vez que eu sonhei que os senhores vereadores e todos os edis (sabias esta, hem?), esclareciam as pessoas no meio da rua das lojas dos chineses. Lembras-te? O halo luminoso, aquele..
Mosse Mane João, tu sabes obviamente, aliás, muitas coisas, sabes línguas vivas, sabes línguas mortas…
Sim senhor, és um belo interlocutório
E aquela das placazinhas com o nome das ruas, sem haver ruas, não me digas que não está bem esgalhada…
A gente tem é uma Cambra em Olhão, que é muito imaginativa. E quando não sabe inventa…
Agora até parece que fazem sondagens… Temos que falar disse…
Má agora, tenho q’uir às sopas.
Mas nunca mais me faças uma dessas assim sem me avisares.
Olha se me desse um trombone ou uma trombada, ou como é que se diz… de quem era a responsabilidade?
Se escreveres outra assim, tens que avisar. Senão nã t’amando o abraço do
Zé Carlos
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

ZÉ CARLOS, O PARAQUEDISTA ATERRA OU NÃO ATERRA, EM OLHÃO…?

Mano João,

Como tu dizes haja saúde!
E como tu dizes também, acerca do diário do Presidente, não tinha meditado, duma forma pensada, nessa hipótese, hipotética, de ele poder ganhar o Prémio de ”Escritor do Ano”, em Olhão.
Vou falar nisso ao Clube dos Anda à Roda, cá de Olhão, porque aliás aquilo é um primor de escrita e quase de certeza, certezinha que vai ser aprovado por unanimidade. Ou não fosse eu Presidente…
Aliás, deixa-me informar-te que está prevista em previsão, previsional, a atribuição do prémio do “Organizador Pífio do Ano em Olhão” e o Sr. Presidente, é aliás um sério candidato, pelas seguintes razões:
1 - Inauguração da Biblioteca sem livros e a funcionar a menos que a meio gás (deve ser por causa da Ucrânia…), com o ar condicionado a funcionar quente no Verão e frio no Inverno e com um Director nomeado sem concurso. Julgo, creio e penso que obviamente (vou aliás, passar a dizer isto que até os jogadores da bola dizem…), estarás de acordo que era muito difícil fazer melhor do que isto…
2 – Está novamente prevista a inauguração do Auditório para 2009 (talvez no Dia de Olhão…), embora tenha estado prevista para o ano de 2008. Magano do calendário que às vezes, não está quieto e começa a andar depressa… ou então anuncia-se este ano e inaugura-se para o ano, para manter o suspense…
3 – As comemorações dos 200 anos, que afinal vão também ser transformadas em “Comemorações dos 201 anos”.
A propósito das comemorações dos 201 anos, estão previstas novas e inéditas iniciativas para assinalar esse facto, tais como
 - Um piramidal espectáculo de Fogo de Artificio, no final dos 2001.
 - Vai ser feita novamente, a pedido de várias famílias e do Sr. Prof. Camacho, a reconstituição dos acontecimentos de 16 de Junho de 1808.
 - Também está prevista a inauguração do Auditório Municipal.
 - Vão ser inauguradas novas ruas.
 - Está prevista a realização dum Congresso sobre Histórias de Olhão, que não garante transportes, mas já tem inscritas mais de 49 pessoas, não sendo nenhuma delas nem historiador, nem funcionário da Autarquia, nem eleito pelo Partido Socialista.
 - Está também prevista (há muitos anos, ainda antes de se pensar em Comemorações, a criação dum memorial que não se sabe ainda que forma terá, nem onde ficará, mas que lá estará… e ficará…
- Como Portimão já tem o Aquário (esta ideia foi “roubada” ao nosso Presidente), está prevista a inauguração dum Anedotário, que será um espaço público aberto, onde estarão expostas algumas obras e atitudes de autarcas olhanenses Ilustres (não, a “Ilustre Casa de Ramires”, não é a Assembleia Municipal, nem está prevista para ser lá exposta…)
 - Vai ser inaugurada a colocação nas capas para a chuva que vão ser emprestadas aos alunos da “Escola do Futebol”, para irem almoçar à Escola F F Lopes, o logótipo das comemorações dos 201 anos.
Enfim são algumas das questões que estão a ser apreciadas em apreciação pelo Clube dos Anda à Roda, cá de Olhão e sobre as quais ainda não há decisões já decididas.
Iremos divulgando as iniciativas, conforme nos apetecer, porque nós somos soberanos.
Mano João, acabou por ficar a pergunta para o fim:
- Então o senhor Amaral aterra em Olhão, ou não? Consta-se que ou aterra ou levanta voo, por voto secreto.
O PSD, é de facto um partido “sui géneris” (sabias dizer isto?). A Concelhia de Olhão, decidiu por consenso. A Distrital de Faro, decide por voto secreto. E a Presidente D Manuela decide, por unanimidade dela. Até rima e parece que é verdade.
Bem, já vou andando, mas deixo o abração do
Zé Carlos
Sábado, 17 de Janeiro de 2009

ZÉ CARLOS, DE OLHÃO E O DIÁRIO DO PRESIDENTE SIM, SIM…

O Clube dos Anda à Roda cá de Olhão, conseguiu - como já anteriormente antes, tinha referido - ter acesso sigiloso ao diário secreto do sr Presidente, no qual ele desabafa, as suas tristezas dele, as suas alegrias dele, etc., etc,.

Atenção que é acesso, alias extremamente sigiloso, diria mesmo em sigilo, porque o Comissário do Clube respiga (hem, conheciam, esta?) algumas partes e volta a colocar o diário no seu lugar para que o Presidente não desconfie. 

Eis então partes da última folha escrita:

Dia 14 de Janeiro
“Ai meu diário, meu diário…
Tenho a cabeça cheia de ideias e desideias, isto é… baralhações. 
E tudo por causa daquele programa da SIC “Nós por cá”. Até me dá zanga… Nós por cá estamos muito bem, sim senhor, não precisamos que a SIC venha cá fazer debates. E queriam que eu fosse debater… sou Presidente há uma “porrada” de anos e nunca precisei de debater e agora vem a SIC a querer que eu debata. Ainda por cima com aqueles do “SOMOS OLHÂO!”, que eu só de pensar neles até tenho medo que dê uma coisa má… mas eu vou tramá-los e não apareço lá…, mando a sra Engenheira e a sra Arquitecta e elas defenderão aquilo que eu penso.
Sim, porque se eu lá for, fico numa posição difícil. E isso, não só não é digno dum Presidente, como é muito desconfortável. Como é que eu me defendo quanto à poluição? Eu sei que a Ria está poluída, sei que isso é mau para os viveiros, para o ambiente, para tudo, mas eu farto-me de mandar despoluir a Ria e ela não se despolói… Até já dei ordens para fazerem a despoluição, a desparatização , a desratização, a desinfestação e a Ria nada… não se despolói! O que é que querem que eu faça mais, meu Diário? A culpa é dos Serviços Camarários…                                                                                                                                                  Eu até já andei a por brise na estação Modelo…
E como é que eu justifico as confusões, as trapalhadas e as argoladas que os serviços meteram para a discussão publica da Zona Histórica de Olhão? Eu fiz tudo o que podia…, publiquei em 2 jornais nacionais e só era preciso um… Tá bem que ninguém soube, mas publiquei… por outro lado, publiquei em 2 jornais locais e também tive um azar do “caraças” (perdoa-me a expressão), porque um publicou já com o prazo quase no fim e o outro publicou mesmo fora de prazo. Mas a culpa é minha? Depois até pus na internet da Câmara e decidi para que não dissessem que eu não dialogava, alargar o prazo. O que é que queriam que eu fizesse mais, meu Diário? 
Mas agora estou atrapalhado, porque disse à jornalista que concordava e estou… não é com medo… é receio, que aqueles me dêem cabo da cabeça…É isso que eu vou fazer… vão lá as duas senhoras, que até fica bem, por causa das quotas da participação de mulheres e são mais jeitosas do que eu e assim, eu “safo-me” em grande…
E mesmo assim, ainda vou pensar bem e não sei se vai lá alguém… 
Sim, eu sei que me comprometi, mas vê lá o Sócrates, óh Diário, fartou-se de se comprometer com uma coisa, fez outra e até sobe nas sondagens!!... 
Olha Diário, eu vou mas é fazer como ele, porque parece que dá resultado. Comprometi-me, está comprometido, mas se calhar não vai lá ninguém, nem as técnicas… assim como assim, o pessoal continua a votar em mim…
Ainda vou pensar bem no assunto e amanhã, quando estiver a fazer a barba, logo pergunto ao espelho o que é que eu faço. Se calhar mando um telegrama a dizer que não posso ir, que quero debater tudo sim senhor, mas sozinho.
Assim é que é debater, não achas meu Diário?  
Amanhã logo falo com o espelho e logo vejo...
Sabes, parece que ao desabafar contigo, fico mais aliviado, quem há-de dizer? Até amanhã, meu Diário”.
Bom e esta foi a transcrição integral, praticamente na íntegra, do que lá estava escrito. Vamos voltar a colocar o diário onde estava, para o Presidente não desconfiar, mas voltaremos com novas páginas do Diário do Presidente Sim, Sim.
Por enquanto vai aquele abraço do
Zé Carlos
Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

O ZÉ CARLOS, DE OLHÃO, GRAVOU O ATENDIMENTO DO PRESIDENTE...

Mano João,

Um dos comissários do “Clube dos Anda à Roda de Olhão”, teve oportunidade de depositar um microfone no gabinete do Sr Presidente, e eis o que foi gravado:
1º Munícipe – Bom dia Sr Presidente.
Sr Presidente – Bom dia. Então o que o trás por cá?
1º M – Sr Presidente, antes de mais quero dizer-lhe que eu e a minha família, temos votado sempre em VExa e agora estou a precisar dum carrinho, para o meu serviço e para dar umas voltinhas para me distrair com a mulher e os filhos… pra ir à Fuzeta, ou ao Cerro de São Miguel…não precisa ser um Volvo sr Presidente...,basta assim um económicozino....
Sr P - O quê? O meu caro munícipe necessita dum veículo? E tem votado neste seu desinteressado amigo? Sim, Sim, vamos já tratar disso.
Olhe, tem aqui o meu cartão e à saída da Cidade, ou para o lado Nascente ou para o lado Poente, tem lá vários stands de automóveis, mostre o cartão e diga que vai da minha parte e é só escolher. Até pode ser que não pague... Isso já não lhe posso garantir, mas, hem? Está a ver, o Presidente está cá para resolver os problemas municipais. Então tenha um resto de bom dia. E não se esqueça do votozinho…
2 º M – Bom dia, Sr Presidente.
Sr. P – Bom dia, olhe que o meu caro conterrâneo está com óptimo aspecto, deixe-me que lhe diga. Então, em que lhe posso ser útil?
M 2 – O Sr Presidente é muito gentil. Sabe, eu venho cá porque preciso duma casinha. Mas já que estou a pedir, se pudesse ser com vista para a Ria, eu agradecia-lhe muito. Olhe que tenho votado sempre no Sr Presidente!
Sr P – Uma casinha? Com vista para a Ria? E vota sistematicamente em quem cá está para se serv... perdão, não se servir? Sim, sim, isso resolve-se. Tem aqui o meu cartão, assinado e tudo, está a ver, e há vários empresários cá na terra, que ao verem este cartão, vão ajudá-lo de certeza. São vários ali para os lados da Rua da Maruca e em ultimo caso fale com os do Marina.. esquece-me o resto do nome… pois eu e eles entendemo-nos muito bem, sobre o futuro para todos nós (não sei se está a ver…) e de certeza que se resolve o seu problema, porque as casas agora estão em saldos. E não se esqueça de continuar a votar em mim, pois só assim eu poderei resolver os problemas da terra. Eu estou cá para isso. Vá, dê cumprimentos lá em casa.
- Ora bom dia sr Munícipe nº 3, em que posso ajudá-lo?
- Bom dia, sr. Presidente. Sabe, quero começar por ser muito sincero e com toda a sinceridade comunicar-lhe que sempre, sempre, mas sempre, ainda o Sr não era Presidente e já eu votava em si V. Senhoria.
- Isso é bom sr Munícipe, isso é muito bom. Sabe que isto aqui em Olhão é como a internet… é uma rede… e só com estabilidade é que a rede funciona e o voto em mim, é muito importante para a estabilidade da rede e de muita gente… Não sei se me faço entender…?
Ora então, em que pode este seu humilde servidor ser-lhe útil?
- Bom, Sr Presidente, sabe eu tenho um rapaz que anda a treinar no clube da nossa terra. È verdade que ele não tem assim muita inclinação para a bola, mas eu gostava muito que ele fosse como o Ronaldo. Aí eu tinha os meus dias garantidos e como as reformas não são grande coisa, dava-me muito jeito…
- Oh, meu caro munícipe. O sr tem vistas largas. Vê-se que ao votar em mim e desejar essa vida para o seu filho o sr está a pensar no futuro. Muito bem. Gosto de pessoas assim. Bem, ollhe, tem aqui o meu cartão, vá falar com o sr Jorginho Tosta, mostre-lhe o cartão e garanto-lhe que o rapaz vai jogar no primeiro team. E não se esqueça do votozinho  e da redezinha, como a internet, hem, hem?
Aqui, o aparelho de escuta avariou-se e no momento o comissário do “Clube dos Anda à Roda”, não conseguiu repará-lo.
Vamos entrar em contacto com um canalizador (sim, para não metermos agua…) efectuar a reparação e tentarmos continuar a acompanhar a intensa labuta do Sr Presidente Sim, Sim, em prol dos interesses de todos os interessados em que Olhão lhes dê alguma coisa.
Mano João, como tu dizes, haja saúde e mais gravações, não sei se estás a perceber…
E por agora, vai aquele abraço do
 
Zé Carlos
Domingo, 11 de Janeiro de 2009

ENTÃO ZÉ CARLOS, CAÍU UM PARAQUEDISTA, EM OLHÃO?

 

Ora viva, Mano João,

Não estás enganado, não. Deixaste um poste muito grande, sim senhor, que eu vi. Aliás, até juro que vi com os meus olhos.

Mas palavra de honra cá do Zé Carlos, também não sei como, desapareceu...

Às vezes não percebo duma forma aliás, compreensiva, estas coisas da teclologia

E no teu poste, afixaste a noticia de que o sr Amaral, etcetera e tal, catrapum, aterrou em Olhão.

Eu ainda não tinha ouviste nada, quando reli a tua noticia. Fiquei desbombardeado... fiquei atrónito... a sério não queria crer que deveria acreditar.

Então o sr. Gonçalves Amaral é o canditado do PSD, perdão, do Sr Alberto de Olhão, perdão, do sr Mendes de Loulé, à Camara de Portim, perdão, de Olhão? Estou estou todo, todo baralhadinho...

Então e não é que parece que ele não está nada baralhado e aceitou, porque tem uma casa em Moncarapacho?

E não é que o Partido Socialista de Olhão, faz como o roto para o nú e diz que o PSD é populista?

E tu dizes, afirmando, que são passarões sobre Olhão? Bom, desses já temos muitos.

Também dizes outrossim, que podem ser aves de rapina? Tabém já cá há , sim senhor.

Eu cá a mim, aliás, duma forma muito minha de ser perspicaz (sabias esta, hem, hem...), parece-me é que são tudo abutres.

Mas não há duvida, depois até vi na Televisão e li nos jornais e voltei a dizer para mim mesmo, afinal o Mano João tinha razão...

Assim sendo, vou convocar imediatamente duma forma súbita, uma Assembleia em Geral do Clube dos Anda à Roda cá de Olhão, para investigarem o passado olhanense do ex-investigador. Vamos ver onde nos conduz...

Mas óh Mano João, disseram-me uma coisa dita, que eu cá para mim, nem quero ter esperança de acreditar.

É que isto do Sr de Loulé, ir buscar um agente ( aliás, já ouvi dizer xerife e gostei dessa...), de Portimão, para concorrer à Câmara, de Olhão, queria dizer que o PSD em Olhão não manda nada, só diz sim, mas não tem duma forma aliás tão evidentissimamente assumida, ninguém para fazer este trabalhinho.

E também quer dizer que eles mudam a mosca, mas cá em Olhão tudo no PSD fica na mesma... Quer dizer, o cabeçudo da lista, é o Amaral, quem finge que manda é o Alberto e tal, que por sua vez está de cama e pucarinha com o Leal e então fica tudo como está,.. mal!

Esta parte aqui já sou capaz de ter esperança de acreditar mais.

E então vamos ter o Sr Óleal e o Sr Óamaral?

E eu digo de mim mesmo, para a minha pessoa, ai minha mãe, virgem maria, santissimo sacramento, pai nosso que estás aí em cima, não venhas cá abaixo ver isto, não!...

Diz-me lá:

Como é que eu escolho entre a fome e a vontade de comer?

Como é que eu escolho entre as mentiras e a falta de verdade?

Como é que eu escolho entre a mania e a vaidade?

Como é que eu escolho entre a teimosia e o ateimar?

Como é que eu escolho entre a falta de transparência (toma, lá esta...) e a opacidade (e mais esta, que é das fortes...)

Sim, diz -me Tu aí de cima como é que eu vou aliás escolher, duma forma escolhidamente bem escolhida, com toda a escolha possivel, entre passarões, aves de rapina e abutres?

Não me dizes nada? Estás caladinho? Se calhar também estás meio baralhado, coitado. Se calhar abstens-te, ou votas em barnco...

Olha, eu cá não escolho mas é nenhum desses dois.

Vou-me já embora, mas sai uma boca cá do Zé Carlos.

Com tantos passarões, aves de rapina, abutres, mais galifões e franganotes que aí andam, mais o Jardim dos Patinhos, Olhão até já me parece um galinheiro...

 

Vai mas é o abração do

Zé Carlos

 

Sábado, 10 de Janeiro de 2009

aqui este gajo diz que eu não sou

 

tâmescharengades

Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009

MANO JOÃO, LÁ POR NÃ 'TARES EM OLHÃO, O ZÉ CARLOS NÃ S'ASQUECEU DE TI, MÓ

Móss, Mano João, obrigado pelos brinhóis que m’amandas-te.  Com que então só voltas p’rós Reis? Atão aqui fica uma surpresa, que é teres este arrelambório tode à tu espera, quando chegares!

Olha que me saíste-me um grande interlocutório, sim senhor. Falas bem, escreves palavras caras (aquela do esparvoado não tinha agua no bico? Aquilo nã era aliás, pró nosso Pesidente pois não…?)
E também falas da menina Democracia… e da D. Manuela… moss, realmente sabes mais q’ó q´ê cá pensava. E já deves ter nadado por munte lade. E andavas sem bóia…? E agora voltaste?
E nã gostas de certas coisas que vai vende na tu terra? Olha q’ê tamém nã goste e se calhar tô cá há más tempe…
Já agora vou-te a dizer um segrede. Sabes que foi cá em Olhão q’a D Manuela se transpirou para dizer aquela de interromper a democracia por 6 meses…? Pois foi sim senhor. Ela esteve a almeçar ali no Barbas, a comer pêxe frite e depois veio a pé com o Dr Alberto Sapato (tamém dizem q’ele quer ser promovido a Bota…) p’a Rua das Lojas de Chineses e depois per coincedênça, ‘tava a rua interrompida com uma ruptura no cano d’esgote e depois contaram-lhe a história do painel e da carrinha do vereador e da rica sociedade e aí ela alembrou-se, “moss, isto é uma ganda ideia p’rá amandar ó Socras”...
Mal ela sabe q’aqui em Olhão a Democracia já ‘t´a interrompida há muntes anes. Ma dêxa lá, que pode ser que se xaringuém…
Pois é verdade, um dos Comissários (que sou eu mesmo), do Clube dos Anda à Roda, cá de Olhão , esteve no Congresso histórico. Má agora nã vou escrever sobre História porque a História é uma coisa munte séria e de munte respete. Ê depôs, logue fale.
Agora ê fale é do Pesedente. Ê cá ache q’o homem tá atarantade. Tá assim aquela coisa que tu disseste, esparvoade ó isse.
E ê cá ache qé per causa dos brogues ó como é q’aquile se diz. Eles dizem que fizeram 50 precuras ó homem e ele nã arresponde. Moss, isto é munta precura e o homem assim fica desconcentrassade e não consegue arresponder. Tá certe que ele tem lá os acessórios dele p'arreponderem. Mas assim o homem nã pára c’a cabeça quieta.
E depois dizem que só fazem queixas do Pesedente, p’o igal, pó tribunal e etecetera e tal.
Isse assim tamém é munta queixa.
Ê ache q’eles são um bocade queixinhas, prantes!
Ele já dise que qualquer põe os brogues todes da rua. Ó manda fechá-los todes. Ó atão manda lá a carrinha do vereador e vai tudo de charola p'a horta da Cambra o p'ro canil.
Atão? Q’é que querem? Só fazem é precurar, precurar e querem q’o homem ‘teja ali de perna aberta e saiba tudo da Cambra, p’arresponder?
Bom mas já m’estou a esticar outra vez.
Ê agora vou-t’a dar 2 noticias dos próximes trabalhes do Clube dos Anda à Roda cá de Olhão.
A primêra é que conseguimes intrometer um mircofone dentro da gabinete do Pesedente e atão conseguimes gravar ele a atender as pessoas que vão a falar com ele p’a pedir uma ajudinha.
A segunda é que sabemos onde ele guarda o seu diário dele e pertantes sabemos e vamos divulgar os sês pensamentes das suas partes más intimas.
Vai ser bonito… vai… Algumas coisas p'a nã lerem é melhor taparem os ovides...
E vames a ver o q'e o raio do 2009 trás aí. Coisa boa nã promete, não...
Olha, agora o que vai é o abração p’ó Mano João e p’ós outres Manes todes, cá do
Zé Carlos